RB Investimentos

AAI: saiba como se preparar para a certificação da Ancord

Institucional


O agente autônomo de investimentos atualmente é uma das profissões que mais cresce no mercado financeiro. Criando um elo entre investidores, produtos e serviços disponíveis, os AAIs vêm se tornando uma figura fundamental para o desenvolvimento do mercado brasileiro de capitais.

Caso já tenha pensado em seguir por esse caminho, é importante conhecer o exame de certificação na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias (Ancord), passo que precisa ser cumprido para poder atuar e se tornar um assessor de investimentos reconhecido pelo mercado. Pessoas que não fizerem a prova ou não forem aprovados não estão autorizadas a distribuir investimentos em nome de corretoras nem de escritórios de investimentos, conforme a Instrução CVM 497/11. 

A prova de certificação é realizada pela Ancord e aplicada pela FGV (Fundação Getulio Vargas) e tem como objetivo verificar se os interessados contam com os conhecimentos e as habilidades necessários para a atuação como agente autônomo de investimentos. 

Hoje vamos falar um pouco mais sobre esse processo de certificação e como se preparar para ele. 


Como se inscrever?


As inscrições são realizadas pela internet, através do site https://certpessoas.fgv.br/ancord, de forma contínua, conforme a disponibilidade de locais homologados pela Fundação Getulio Vargas. É cobrada uma taxa de 460 reais para a realização do exame. 


São condições para a realização da inscrição:

  • Não registrar antecedentes criminais e encontrar-se no pleno exercício de seus direitos civis.
  • Ter concluído o Ensino Médio ou equivalente em instituição reconhecida oficialmente.
  • Conhecer, atender e estar de acordo com as exigências contidas no regulamento.
  • Realizar o correto preenchimento do formulário de inscrição, comprometendo-se com a veracidade das informações. A inexatidão das declarações, irregularidades de documentos ou outros problemas identificados no decorrer do processo ou posteriormente, eliminará o candidato do exame de certificação.
  • Realizar o pagamento da taxa de inscrição.


A prova


O exame de certificação é realizado de forma eletrônica, em todo o território nacional, e atualmente conta com cerca de 150 centros de teste. O candidato pode escolher o local, o dia e o horário mais convenientes para fazer a prova on-line, conforme a disponibilidade.

A Ancord é responsável pelo conteúdo programático, o qual é previamente aprovado pela CVM. As questões, assim como a aplicação, a correção dos exames e a divulgação dos resultados são de responsabilidade da Fundação Getulio Vargas.

A prova tem duração de 2h30 e é composta por 80 questões objetivas de múltipla escolha, com quatro alternativas cada uma, abordando conteúdos ligados ao mercado financeiro e ao mundo dos investimentos. 

Para ser aprovado, o candidato deve obter no mínimo 70% de acertos, ou seja, 56 questões, sendo que deve ser respeitado o mínimo de 50% (cinquenta por cento) de acertos nas questões referentes aos Capítulos I, II, III, VIII e XV, que conheceremos a seguir. 


Como se preparar para a prova?


Para se preparar para a prova de certificação, é importante conhecer o conteúdo que será exigido do candidato, que é dividido em 15 módulos:

I. A Atividade do Agente Autônomo de Investimento – CVM 497/11

II. Código de Conduta do Agente Autônomo de Investimento 

III. Lavagem de Dinheiro – Leis nº 9.613/98, Circular BACEN 3461/09 e Instrução CVM nº 301/99

IV. Economia

V. Sistema Financeiro Nacional - SFN

VI. Instituições e Intermediadores do Sistema Financeiro Nacional

VII. Administração de Risco

VIlI. Mercado de Capitais: Produtos, Modalidades Operacionais e Liquidação

IX. Fundos de Investimentos

X. Outros Fundos de Investimentos Regulados pela CVM

XI. Securitização de Recebíveis

XII. Clubes de Investimentos

XIII. Matemática Financeira – Conceitos Básicos

XIV. Mercado Financeiro: Outros Produtos não Classificados como Valores Mobiliários – Modalidades – Operacionais – Liquidação

XV. Mercados Derivativos – Produtos – Modalidades Operacionais – Liquidação 

Para se preparar, a Ancord recomenda estudar a seguinte bibliografia:

ASSAF, A. Mercado financeiro. 12. ed. São Paulo: Atlas, 2014. 

BERGER, Paulo. L. Mercado de Renda Fixa no Brasil: Ênfase em Títulos Públicos. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora Interciência, 2015.

FORTUNA, E. Mercado Financeiro: produtos e serviços. 20. ed. Rio de Janeiro: Qualitymark Editora, 2015.

MARINS, A. Mercados Derivativos e Análise de Risco. Volume 1. 2. ed. Rio de Janeiro: MAS Editora, 2009.

MARINS, A. Mercados Derivativos e Análise de Risco. Volume 2. 2. ed. Rio de Janeiro: MAS Editora, 2009.

ROSS, Stephen A., WESTERFIELD, Randolph W. Administração Financeira. Corporate Finance. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2015.

Código de Conduta Profissional do Agente Autônomo de Investimentos, disponível no site www.ancord.org.br

Instrução CVM nº 497/11 e 515/2011, relativas à atividade de Agente Autônomo de Investimentos.

JORION, Philippe. Value at Risk; a fonte de referência para a gestão do risco. 2. São Paulo. Bolsa de Mercadorias & Futuros, 2003.

VARGAS, George, DUARTE, Antônio. Gestão de risco no Brasil. Bolsa de Mercadorias & Futuros, 2003.

DAMODARAN, Aswath. Avaliação de Empresas. 2. ed. 2007.

SECURATO, José Roberto. Decisões Financeiras em Condições de Risco. São Paulo: Atlas 2. ed., 2007.

et al. Crédito-Análise e Avaliação do Risco: pessoas físicas e jurídicas. São Paulo:2002.

et al. Cálculo Financeiro das Tesourarias: bancos e empresas. 2. ed. São Paulo:2003.

CASAGRANDE NETO, H., SOUSA, L.A., ROSSI, M.C. Abertura do capital de empresas no Brasil: um enfoque prático. 3. ed., São Paulo: Atlas, 2000.

HULL, J. C. Introdução aos mercados futuros e de opções. 2. ed. São Paulo: Cultura Editores Associados BM&F, 2002.

SILVA NETO, L. de Araújo, TAGLIAVINI, M. Opções: do tradicional ao exótico. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1996.

Lei nº 6.385/76 (dispõe sobre o mercado de valores mobiliários e cria a Comissão de Valores Mobiliários).

Lei nº 7.940/89 (institui a taxa de fiscalização dos mercados de títulos e valores mobiliários).

Lei nº 9613/98, Circular Bacen nº 3461/09 e a Instrução CVM nº 301/99. Art. 78 do Código Tributário Nacional.

Lei nº 9613/98, Circular Bacen nº 3461/09 e a Instrução CVM nº 301/100.

Lei nº 9613/98, Circular Bacen nº 3461/09 e a Instrução CVM nº 301/101.

Lei nº 9613/98, Circular Bacen nº 3461/09 e a Instrução CVM nº 301/102.

Lei nº 9613/98, Circular Bacen nº 3461/09 e a Instrução CVM nº 301/103.

Lei nº 9613/98, Circular Bacen nº 3461/09 e a Instrução CVM nº 301/104.

Lei nº 9613/98, Circular Bacen nº 3461/09 e a Instrução CVM nº 301/105.

Instruções CVM n.º 494 e 495/11.

Art. 78 do Código Tributário Nacional – Definição de poder de polícia - (Redação dada pelo Ato Complementar nº 31, de 28/12/1966).


Recomendações aos candidatos:


Para facilitar o processo e garantir que tudo corra bem, separamos algumas recomendações da Ancord aos candidatos para a realização da prova: 

  • Um dia antes da data do exame, faça o login no sistema de certificação Ancord/FGV e confirme o endereço onde será realizado o exame através do menu "Agendamento".

  • Confirme o horário e a data de realização do exame.

  • Apresente-se no local de prova com 30 minutos de antecedência. O candidato que se apresentar com atraso não poderá realizar o exame e será considerado ausente.

  • Leve documento original oficial com foto atualizado e CPF.

  • Não se esqueça da senha de acesso ao sistema de agendamento, que será utilizada para abrir a prova. O candidato que não souber a senha e que não levar o documento original oficial com foto e CPF não poderá realizar a prova.

  • Leve também uma calculadora financeira não alfanumérica. Não é necessário levar caneta, lápis ou borracha. O candidato receberá folha de rascunho e lápis, caso seja necessário. Ao terminar o exame, as folhas de rascunho, utilizadas ou não, deverão ser devolvidas ao fiscal, assim como todo o material fornecido.

  • Todos seus pertences, inclusive telefone celular, deverão ficar guardados durante a realização da prova e não estarão acessíveis até o fim do teste.

  • Durante a realização da prova, não será permitida nenhuma espécie de consulta, empréstimo de material ou uso de qualquer tipo de equipamento eletrônico de comunicação (agendas eletrônicas, relógios digitais, telefones celulares, pagers, walkman, receptor, gravador, laptop e outros equipamentos similares), bem como protetores auriculares.

  • O candidato também não poderá se ausentar da sala de prova sem o acompanhamento de um fiscal.


A RB Investimentos oferece uma série de vantagens para os nossos AAIs, como um portfólio diferenciado de produtos e a solidez de uma empresa com mais de 20 anos de atuação no mercado financeiro. Investimos toda a nossa expertise no seu potencial para que você possa crescer ainda mais, enfrentar os desafios do mercado financeiro de forma inovadora e conquistar os seus objetivos. Invista na sua carreira com a RB Investimentos.


RB Investimentos
Armazenamos cookies em seu dispositivo para proporcionar uma melhor experiência. Ao utilizar esse site, você concorda com nossa política de privacidade