RB Investimentos

RB News: veja as principais notícias de julho

Institucional

RB News: veja as principais notícias de julho


Investir bem é investir com conhecimento. Para isso, ajudamos você a acompanhar os principais acontecimentos econômicos e políticos do último mês que tiveram impacto no mercado financeiro.


Confira os destaques de julho.


Reforma da Previdência é aprovada em primeiro turno no Congresso


A Reforma da Previdência foi aprovada no último dia 10, em primeiro turno, pelo plenário da Câmara dos Deputados, por 379 votos favoráveis, 131 contrários e nenhuma abstenção.

Por se tratar de uma proposta de emenda à Constituição (PEC), a reforma agora terá de ser aprovada em um segundo turno de votação, previsto para se iniciar em 6 de agosto, após o recesso parlamentar. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pretende entregar para o Senado o texto final da reforma em 9 de agosto.

O mercado financeiro respondeu à aprovação de forma positiva: no dia, o dólar cedeu 1,30%, a maior queda diária em quase um mês e meio, atingindo o menor patamar desde o fim de fevereiro. Já o Ibovespa atingiu nota máxima de fechamento, com avanço de 1,23% a 105.817,06 pontos.


Copom reduz Selic de 6,5% para 6% ao ano


O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu reduzir de 6,5% ao ano para 6% a taxa básica de juros da economia, a Selic. Com a decisão, a taxa caiu para seu menor patamar da história.

Em comunicado, o Copom informou que, desde a última reunião, em junho, houve a consolidação de um "cenário benigno", permitindo o corte de 0,5 ponto percentual. O comitê ainda sinalizou que há espaço para novos cortes, ao afirmar que o novo cenário "deverá permitir ajuste adicional no grau de estímulo". 

Mercado eleva a projeção do PIB para 2019 pela primeira vez em 20 semanas

O levantamento semanal, divulgado em 22 de julho pelo Banco Central, interrompeu a sequência de reduções e elevou, mesmo que modestamente, a estimativa de crescimento do PIB brasileiro de 0,81% para 0,82%, em 2019. Na semana seguinte, a estimativa se manteve em 0,82%, enquanto, para 2020, a aposta é em 2,10%.


Projeção de IPCA para 2019 passa de 3,78% para 3,80%


O Relatório de Mercado Focus, divulgado pelo Banco Central, mostra que, este ano, a média para o IPCA - o índice oficial de preços - passou de alta de 3,78% para elevação de 3,80%. A projeção para o índice em 2020 permaneceu em 3,90%. 


Dólar


O cenário para a moeda norte-americana, em 2019, apresentou queda em julho, com a expectativa de fechamento em R$ 3,75, em 2019. 


Liberação de FGTS pode impulsionar o PIB em 0,3% em 2019


A liberação de parcela das contas ativas (dos contratos atuais) do FGTS para os trabalhadores deve dar impulso à economia e pode garantir um crescimento do Produto Interno Bruto acima de 1% em 2019.

A expectativa da equipe econômica do governo é de que os saques impulsionem o PIB em 0,3 ponto porcentual, o que elevaria a projeção para 1,1%.

Fed corta taxa básica de juros nos Estados Unidos pela 1ª vez desde 2008

O Federal Reserve divulgou corte na taxa de juros pela primeira vez em 11 anos. A partir de agora, a taxa passou a ser entre 2% e 2,25% ao ano. 

Em seu comunicado sobre a decisão, o Fed afirmou que, ao contemplar a trajetória futura da sua taxa básica, agirá "como apropriado para sustentar a expansão", uma vez que o crescimento sustentado da atividade econômica, as condições fortes no mercado de trabalho e a inflação perto da meta de 2% são o desfecho mais provável, "mas as incertezas sobre essa perspectiva permanecem".


Banco Central Europeu mantém taxas de juros


O Banco Central Europeu (BCE) manteve as taxas de juros, com previsão de que ela deve permanecer em seus níveis presentes ou mais baixos ao menos até o fim do primeiro semestre de 2020. Com isso, a instituição abriu espaço para um corte de juros mais à frente.

A taxa básica de juros (a de refinanciamento) e a de depósito foram mantidas em 0% e -0,40%, respectivamente. O BCE informou hoje que, à perspectiva de médio prazo, para a inflação continuar a ficar abaixo da sua meta, o conselho está determinado a agir, em linha com o seu compromisso com a simetria da meta de inflação.


Adepto do Brexit, Boris Johnson é escolhido novo premier do Reino Unido


Defensor de uma saída da UE mesmo sem acordo de transição, o ex-prefeito de Londres confirmou seu favoritismo no Partido Conservador e foi escolhido para ser o sucessor de Theresa May como primeiro-ministro do Reino Unido. Com 92.153 dos 159.320 votos dos filiados do partido, Johnson derrotou o chanceler Jeremy Hunt na disputa interna. 

Em um breve discurso logo após o anúncio oficial de sua vitória, Johnson afirmou que pretende "energizar o país e garantir o Brexit no dia 31 de outubro". 

Para entender com maior profundidade esses e outros possíveis cenários, impactos e eventuais ajustes necessários para a sua carteira, converse com um especialista da RB Investimentos. Definir quais investimentos e o percentual de recursos que será destinado para cada um deles são decisões que devem contar com a ajuda do gestor da carteira, que irá buscar a melhor rentabilidade ao menor risco possível. Abra a sua conta e viva uma nova experiência em investimentos. 

RB Investimentos
Armazenamos cookies em seu dispositivo para proporcionar uma melhor experiência. Ao utilizar esse site, você concorda com nossa política de privacidade