Compartilhe:
Banner Blog Copom decide manter Selic em 2,0% a.a.

Copom decide manter Selic em 2,0% a.a.

Mais uma vez o Copom optou pela manutenção da Selic no atual patamar de 2,0% a.a. O comunicado trouxe importantes mudanças, principalmente no que tange o foward guidance, que foi finalizado.

Copom decide manter Selic em 2,0% a.a.


Mais uma vez o Copom optou pela manutenção da Selic no atual patamar de 2,0% a.a. O comunicado trouxe importantes mudanças, principalmente no que tange o foward guidance, que foi finalizado.

A próxima reunião do Copom será no dia 17 de março, e o mercado precifica uma alta de 0,25 b.p. para o evento. Para o primeiro semestre de 2021 está precificada uma alta de 1,00b.p. Algo que não parece se confirmar pelo comunicado de hoje, nem com a visão apresentada pela RB no relatório “Perspectivas 2021”. Explicaremos melhor abaixo.

Novamente foi destacado “a incerteza sobre o ritmo de crescimento da economia permanece acima da usual” pelo Copom. O que já indica no início do comunicado, que o peso do efeito negativo da pandemia na atividade seguirá sendo decisivo para a condução de política monetária no Brasil.

Outro trecho reforçado é o de “diagnóstico de que os choques atuais são temporários”, ao comentarem a inflação e a alta de preços de alimentos recente. No último Relatório Trimestral de Inflação, foram utilizados dois estudos para bater nessa tecla. O que demonstra um alto grau de convicção do Banco Central.

Somando esses dois trechos com a conclusão final, vemos uma chance menor de alta de juros em março. Também não vemos, nesse comunicado, uma instituição que subiria a Selic já para 3,0% a.a. no final do semestre.

Confira o restante do relatório no link:

Copom 20-01-2021.pdf

Armazenamos cookies em seu dispositivo para proporcionar uma melhor experiência. Ao utilizar esse site, você concorda com nossa política de privacidade