Relatório de alocação – Junho 2023

Admin. Maio 2024

COMPARTILHE

O mês de junho começa com ventos mais calmos. O arcabouço fiscal já foi votado na Câmara dos Deputados. O teto da dívida dos Estados Unidos foi elevado. A temporada de balanços do primeiro trimestre já foi digerida por investidores. Ao que tudo indica, teremos um mês de volatilidade menor. O índice VIX, de volatilidade, chegou em 14,75 pontos, menor valor desde julho de 2021.

O que poderia balançar esse cenário são os bancos centrais. Teremos o Banco Central Europeu, que deve elevar mais uma vez sua taxa básica de juros. Atualmente em 3,75%, mercado acredita em nova alta de 0,25 b.p., o que levaria a taxa para 4,0%, no dia 15. As falas dos dirigentes são de um processo em curso, o que ainda deve reservar projeções de altas para a reunião seguinte, em 27 de julho.

Nos Estados Unidos, o FOMC se reúne dia 14 de junho. Investidores estão um pouco mais divididos do que o usual, com a maioria acreditando em manutenção da taxa em 5,25%. O grande indicador que resta ser apresentado é o CPI, justamente 13 de junho. O que já aumenta a probabilidade de uma semana volátil. O payroll, relatório de trabalho, já foi divulgado. Tendo apresentado uma taxa de desemprego subindo de 3,4% para 3,7%, enquanto os salários cresceram em 4,3%, abaixo dos 4,4% do mês anterior. Porém, ainda distante dos 3% de crescimento considerados neutros pelo Fed. De qualquer maneira, a taxa de desemprego passou de 5,4% para 5,7% nos menos escolarizados, que possuem renda menor e utilizam seu salário rapidamente em bens e serviços. O que pode tirar mais pressão de salários e inflação adiante.

No Brasil, após um PIB crescendo 1,9% no primeiro trimestre, devemos ter uma onda de revisões positivas para a atividade de 2023. O que já traz um impacto em ativos de maior risco, com analistas revisando positivamente as projeções de receita em diversos ativos. A dúvida é sobre a reunião do Copom, 21, e do Conselho Monetário Nacional, 29. Com a pauta fiscal aprovada e dados de inflação vindo mais fracos, parece cada vez mais próximo um sinal de corte de juros adiante pelo Copom. O fato da reunião do Copom ocorrer antes, pode ser um entrave. Dado que existe um desejo do presidente Lula em subir as metas de inflação, para os próximos anos. Nos últimos meses, não estamos escutando o presidente falar sobre o tema. O que pode significar que o Ministro da Fazenda, Fernando Haddad, já está alinhado com o presidente. Haddad não fala em subir a meta, mas mudar a forma como é perseguida, não mais ano fechado, mas uma meta contínua de inflação.

Saindo da pauta monetária, existe a expectativa de uma discussão em torno da Reforma Tributária durante junho. O texto deve ser apresentado no começo do mês, o que certamente despertará resistência grande de alguns setores que possuem benefícios fiscais. O tema não é novo, os próprios textos bases da proposta já foram amplamente discutidos no último governo. No Congresso, existem temas que precisam de mais tempos para serem debatidos. Agora vemos o poder Legislativo e Executivo se mobilizando para aprovar o tema. Certamente será crucial o apoio do presidente para a aprovação da Reforma Tributária.

Embora diversos setores questionem os efeitos, nesta semana tivemos uma taxa de desemprego em 8,5%, enquanto economistas projetavam alta. Como diversos estudos estão mostrando, as reformas trazem excelentes impulsos positivos na economia do Brasil. A Reforma Trabalhista diminuiu a quantidade de litígios de ex-funcionários e empresas, o que diminui as provisões das empresas para gastos judiciais e incentivam a contratação. No curto prazo, a Reforma Trabalhista foi muito questionada, no longo prazo, ela segue surpreendendo positivamente.



Segue o relatório completo: Relatório de Alocação - Junho 2023.pdf 

EXPLORE NOSSOS CONTEÚDOS

Carteira de Crédito Privado Julho 2024

Segue a carteira de crédito privado para julho de 2024.

leia MAIS

Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários Julho 2024

Segue a carteira recomendada de fundos imobiliários para julho.

leia MAIS

Relatório de Alocação Julho de 2024

Segue a nossa carteira de alocação sugerida para julho. Dividido entre conservador, moderado e arrojado.

leia MAIS

JÁ É INVESTIDOR RB ? ASSINE NOSSA NEWS

Ainda não é investidor?

ABRA SUA CONTA
Nosso site utiliza cookies para proporcionar uma melhor experiência de navegação para você. Para maiores informações, acesse a nossa   POLÍTICA DE PRIVACIDADE. ACEITAR
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Rolar para cima