Compartilhe:
Banner Blog A semana da Eleição Americana

A semana da Eleição Americana

Com mais de 90 milhões de votos antecipados, analistas aguardam a contagem de votos para saber quem comandará os Estados Unidos nos próximos quatro anos.

A semana da Eleição Americana


Uma das semanas mais importantes do ano tem como principal evento a eleição americana. Com mais de 90 milhões de votos antecipados, analistas aguardam a contagem de votos para saber quem comandará os Estados Unidos nos próximos quatro anos.

A tendência é que investidores tenham uma reação mais positiva em caso de definição clara do vencedor. Uma margem pequena, dando oportunidade para um candidato contestar a decisão é o cenário que aumentará a volatilidade dos mercados.


Fonte: RealClearPolitics

No exterior teremos também decisões de política monetária do Fed e do Banco da Inglaterra. Com a piora da pandemia, expectativa é por novas sinalizações de auxílio monetário dessas instituições. Na parte de indicadores, teremos PMI’s Compostos na Zona do Euro e Estados Unidos. Com as novas restrições de mobilidade, devemos ver uma piora nos números.
No Brasil, destaque para a votação da autonomia do Banco Central no Senado. Estudos mostram que no longo prazo, autoridades monetárias independentes conseguem levar as taxas de juros e inflação para patamares mais baixos.
Devemos ter também a sessão do Congresso para análise de vetos de Bolsonaro, incluindo o da extensão da desoneração da folha de pagamentos e os do Marco do Saneamento. Tema extremamente polêmico, que pode piorar a busca por ativos de risco internamente.

Armazenamos cookies em seu dispositivo para proporcionar uma melhor experiência. Ao utilizar esse site, você concorda com nossa política de privacidade